Portos da Madeira

 

LIGAMOS MUNDOS, UNIMOS PESSOAS!

 

JUL

Porto Santo: lancha de piloto efetuou varagem de manutenção

A lancha Piloto “Cte. Cristiano de Sousa” esteve em varagem de manutenção a seco, nas últimas duas semanas no estaleiro da Marina de Porto Santo.
Os trabalhos foram realizados pelos funcionários da APRAM que prestam serviço no Porto de Porto Santo.
A atracação de navios nos portos da RAM implica que a APRAM tenha obrigatoriamente de ter os meios navais com os certificados de navegabilidade dentro do prazo e as respetivas vistorias efetuadas.
Com a embarcação a seco, as vistorias são feitas bianualmente.

Ler mais...
 
MAI

Presidente do CA agradece aos trabalhadores

A Presidente do Conselho de Administração da APRAM, em visita ao Porto do Caniçal, agradeceu aos trabalhadores da empresa naquele porto todo o trabalho desenvolvido durante a fase de confinamento, devido ao coronavírus.

Paula Cabaço recordou que aqueles trabalhadores, bem como os da ilha de Porto Santo, deram “um importante contributo para a garantia de abastecimento regular das duas ilhas, pois 95% do que consumimos chega por via marítima.”

“Numa altura em que a região conseguiu manter um número baixo de infetados e de doentes e sem o registo de qualquer morte, temos de agradecer àqueles que mantiveram a região a funcionar, em pleno confinamento, e neles incluem-se os trabalhadores portuários”, concluiu Paula Cabaço.

Ler mais...
 
MAI

Mais mercadorias no 1.º trimestre deste ano

Os portos da Madeira movimentaram 292 853 toneladas de mercadorias no primeiro trimestre de ano, o que se traduz num aumento percentual superior a 5%, em comparação com o mesmo período de 2019, revelou a Presidente do Conselho de Administração da APRAM, em visita ao Porto do Caniçal, a principal “porta” de abastecimento da Madeira.

Paula Cabaço sublinhou que este foi o melhor primeiro trimestre dos últimos cinco anos, correspondendo a um aumento de 14 561 toneladas, em relação ao período homologo de 2019.

Os números dos últimos cinco anos revelam uma tendência de crescimento, sendo que no primeiro trimestre de 2016 registou-se um total de 234 014 toneladas, no de 2017, 255 473 ton, no de 2018, 258 473 ton, no de 2019, 278 292 ton e agora, em 2020, 292 853 toneladas.

Março revelou-se como o melhor mês do trimestre, chegando às 117 345 toneladas, mais 25 746 do que mês homologo de 2019.

No total, a Madeira importou nos primeiros meses deste ano 251 094 (+4 696 ton) e exportou 41 758 ton, (+9864 ton), em relação aos mesmos meses do ano passado.

Os granéis sólidos atingiram as 40 487 toneladas (-6160 ton que no período em análise no ano anterior) e os granéis líquidos registaram 73 513 toneladas, (+5 898 ton que nos meses homólogos do ano anterior).

O Porto do Caniçal, o principal porto de mercadorias da Madeira, registou no período em análise, um movimento de 269 110 toneladas, mais 14 411 toneladas que no período homologo do ano anterior.

De registar o aumento das exportações neste porto que passaram de 31 072 toneladas no primeiro trimestre de 2019 para 40 638 no mesmo período deste ano.

O Porto do Porto Santo teve um movimento global de 5074 toneladas de mercadorias, menos 1246 que nos primeiros três meses de 2019.

O decréscimo teve a ver com as variantes carga geral e granéis sólidos e líquidos, uma vez que a nível de carga contentorizada houve 2478 toneladas, mais 714 ton que no mesmo período do ano passado.

Destaque também para as exportações do Porto do Porto Santo que subiram no período em análise de 378 ton, em 2019, para 586 ton, neste ano.

No Porto do Funchal, mais concretamente no terminal de cimentos, nos Socorridos que integra este porto, movimentaram-se 18 668 toneladas de mercadorias neste primeiro trimestre, mais 1395 ton que no período homologo de 2019.

Nestes três meses, a região importou 2 060 viaturas: 723 em janeiro, 737 em fevereiro e 600 em março. Nesta variante, o melhor trimestre dos últimos cinco anos foi o de 2019, com 2 790 carros.

 

Ler mais...
 
MAI

Reabilitar os pequenos cais como mais-valia económica e social

A Presidente do Conselho de Administração da APRAM, Portos da Madeira, visitou as obras de reabilitação do Cais da Ribeira Brava, uma infraestrutura portuária que Paula Cabaço considera “ter grande potencial, não só no apoio à população local, mas no desenvolvimento das atividades marítimo-turísticas regionais e na criação de mais um ponto de atração para  embarcações.”

As obras decorrem a bom ritmo e a previsão é que estejam concluídas no próximo mês de agosto, representando um investimento de cerca de 1 milhão e 600 mil euros.

Brevemente, será feita uma filmagem subaquática, de modo a documentar e garantir a eficiência da intervenção já concluída.

O objetivo desta obra visou a correção de danos acumulados e os trabalhos de manutenção recorrentes e necessários numa infraestrutura marítima, de modo a ser utilizado com segurança e comodidade.

A reabilitação do Cais da Ribeira Brava abrange a recuperação e reforço do manto resistente do cais com cubos Antifer de 45 toneladas, a reconstrução do muro-cortina do cais e execução de um novo muro cortina a poente, a reparação de superfícies de betão com sinais de desgaste e deterioração, bem como das estruturas de betão armado delaminado.

Contempla ainda a proteção da fundação da cabeça do cais, a remoção de obstáculos volumosos da zona adjacente ao molhe-cais, repavimentação e substituição dos cabeços de amarração e das defensas de painel existentes no cais.

A Presidente do CA recorda que o contrato programa com o Governo Regional que tornou possível a concretização desta obra que se insere “num dos objetivos governamentais da chamada economia azul, visa beneficiar os pequenos cais e portos da região, não apenas como portos de abrigo, mas de apoio às atividades de lazer e turismo, tornando estas infraestruturas marítimas uma mais valia económico-social, numa altura, em que é preciso reinventarmo-nos.”

A obra de reabilitação do Cais da Ribeira Brava faz parte de um pacote de outras obras, consubstanciadas num contrato programa no valor total de 5,7 milhões de euros.

Ler mais...
 

 

 

FaLang translation system by Faboba