Portos da Madeira

 

LIGAMOS MUNDOS, UNIMOS PESSOAS!

 

JUL

Portos da Madeira cresceram no primeiro semestre deste ano

Os portos da Madeira registaram um crescimento de 11% em escalas e 17% no movimento de passageiros, no primeiro semestre deste ano, em comparação com o período homólogo do ano anterior.

No Porto do Funchal houve nos primeiros seis meses de 2018, 142 escalas, mais 13 que nos mesmos meses de 2017.

De igual modo, registou-se um movimento de 272 233 passageiros, enquanto no ano anterior foi de 233 291.

No Porto do Porto Santo tivemos cinco escalas, mais três que no primeiro semestre do ano passado.

Atingiu-se 1378 passageiros, contra os 1001 registados no mesmo período de 2017. Também aqui registou-se um aumento no número de passageiros.

A média de passageiros por escala nestes seis meses ultrapassou os 1900, superior à média verificada nos últimos anos.

De acordo com as reservas de cais já efetuadas, o Porto do Funchal deverá totalizar este ano, 290 escalas e o movimento de passageiros continuará acima do meio milhão.

Ler mais...
 
JUL

Concurso Público: espaços para venda de street food

A Administração dos Portos da Madeira abriu concurso público para atribuição de licença precária de ocupação e utilização de espaços, destinados à venda de street food na Praça do Povo.

Programa de concurso aqui

Ler mais...
 
JUL

Dia do porto - o discurso da Presidente do CA

A Presidente do Conselho de Administração da APRAM, Lígia Correia considerou no "Dia do porto" que o maior activo da empresa é constituído pelos seus recursos humanos.
Criado por deliberação do CA a 18 de julho do ano passado, o "Dia do porto" pretende evocar a História, lembrar a importância estratégica dos portos e homenagear quem aqui trabalhou e ainda trabalha. Este ano, foram homenageados 21 trabalhadores, com mais de 35 anos de serviço.

 

O discurso da Presidente do CA

 

 

Excelentíssimo Senhor Presidente do Governo Regional

Excelentíssimos Entidades,

Caros colaboradores,

Minhas senhoras e meus senhores,

Em nome de todos os trabalhadores da APRAM, e em meu nome pessoal, agradeço a presença de Vossa Excelência, Senhor Presidente, por se juntar a nós no dia do porto 2018.

Os portos são as principais portas de entrada e saída de carga; são polos de atração dos que nos visitam pelo mar; são imprescindíveis na mobilidade de pessoas e bens, pelo que, nunca é demais reafirmar, a importância estratégica destes no desenvolvimento de uma região, mais a mais, tratando-se de uma região insular ultraperiférica.

Aproveitamos este dia também para homenagear, muito reconhecidamente, quem aqui trabalhou e trabalha. O maior ativo da APRAM é constituído pelos seus recursos humanos!

Homenageamos, ainda, neste dia o Eng. Miguel Chiappe, o primeiro engenheiro mecânico da Direção Regional de Portos, diretor do porto do Funchal entre 1981 a 1983 e, diretor regional entre 1990 a 1993, que hoje nos deixou.

A dedicação dos trabalhadores à atividade desenvolvida nas multifacetadas vertentes da APRAM, passa por equipas motivadas e empenhadas!

Ao longo dos tempos, os trabalhadores da APRAM, e das estruturas que a antecederam, têm correspondido às permanentes e constantes mudanças que têm acontecido no setor marítimo portuário, sempre com total disponibilidade, adaptação, dedicação e empenho.

Honramos os compromissos assumidos com os trabalhadores da APRAM, e com as suas organizações representativas, pugnando pelos seus direitos.

A revisão do Acordo de Empresa é uma realidade, equiparando os trabalhadores dos portos da Madeira e do Porto Santo aos restantes colegas das Administrações Portuárias do Continente e dos Açores, sem deixar de reconhecer, também, as especificidades da APRAM.

Eu, e a minha colega Fátima Correia, ingressamos na ex-Direção Regional de Portos, nos anos 80, poucos anos após a regionalização portuária, e neste sentido, participamos e acompanhamos as mudanças ocorridas no setor – mudança de estatuto jurídico: direção regional sem autonomia administrativa e financeira, direção regional com autonomia administrativa e financeira – instituto público e em 1999, a criação da APRAM com o estatuto de sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos.

Mas, as mudanças não foram só de designação ou estatuto jurídico. foram essencialmente estruturais e de substância.

Fomos percursores, incluindo no objeto social da Direção Regional de Portos o transporte de passageiros de e para o Porto Santo, com os navios tipo catamaran, mais tarde, objeto de concessão em regime de serviço público.

No ano passado, voltámos a ser pioneiros e a fazer História: o Porto do Funchal tornou-se o primeiro porto português a fornecer Gás Natural Liquefeito (LNG), a um navio, com as dimensões do "AIDAprima" e pela primeira vez, no mundo, tal operação ocorreu numa ilha.

As exigências são contínuas e, dentro dos desafios vindouros colocados à APRAM, constante do Programa do Governo Regional, o destaque vai para a reestruturação do setor portuário, com a mudança de paradigma na prestação de serviços da operação portuária, bem como a implementação da JUL – Janela Única Logística. Aqui, somos o 1.º porto piloto a nível nacional e a entrar em produtivo até final do ano.

Destaque também para o papel de Autoridade Portuária, e neste âmbito, com funções de coordenação do tráfego marítimo portuário e da segurança portuária no cumprimento das normas internacionais.

Excelentíssimo Senhor Presidente do Governo Regional

Excelentíssimos Entidades

Caros colaboradores,

Minhas senhoras e meus senhores,

A importância dos portos nas ilhas está mais que estudada.

Hoje, os nossos portos continuam a registar grande circulação de pessoas e bens.

No caso do Porto do Funchal tivemos no último ano um movimento, acima do meio milhão de passageiros e por isso, no mercado de cruzeiros, fomos o porto leader a nível nacional.

Continuaremos a manter a tendência de crescimento este ano.

Quanto à movimentação de mercadorias, temos verificado crescimentos em todos os tipos de carga, traduzindo um importante indicador da recuperação económica regional.

A existência de um porto na Madeira foi um objetivo que levou demasiado tempo.

No entanto, a experiência comprova que quando decidimos os nossos destinos, quando desenhamos o nosso futuro, andamos em frente! Que assim, continuemos!

Ligamos mundos, unimos pessoas … Hoje e sempre!!!

Muito Obrigada!

Ler mais...
 
JUL

APRAM, DGRM e IMT representam Portugal no eManifest

A Administração dos Portos da Madeira, APRAM, a Direção Geral de Recursos Naturais, Seguranças e Serviços Marítimos, DGRM e o Instituto da Mobilidade e dos Transportes, IMT representaram Portugal na última reunião do projeto piloto eManifest que decorreu terça feira, em Bruxelas.
Este projeto-piloto, desenvolvido pela DGMOVE e DGTAXUD da Comissão Europeia, teve como objetivo global testar procedimentos que simplifiquem a apresentação dos atos declarativos às autoridades envolvidas no despacho da mercadoria comunitária e extra-comunitária no transporte marítimo dos estados membros da U.E.
Os resultados alcançados com este projeto-piloto foram apresentados nesta reunião final aos Estados Membros e aos representantes da industria.
O relatório final resultante deste projeto-piloto será uma ferramenta a considerar para o desenvolvimento da JUL - 
Janela Única Logística, que, recorde-se, irá ter o seu primeiro piloto nos portos da Madeira já no final do corrente ano.

Ler mais...
 

 

 

FaLang translation system by Faboba