A TUI Cruises confirmou esta semana à Administração dos Portos da Madeira que continua interessada em fazer o próximo turnaround do “Mein Schiff Herz”, programado para o Porto do Funchal, a acontecer já no dia 26 de dezembro.

O email da TUI vem na sequência de uma comunicação enviada pela Presidente do Conselho de Administração dos Portos da Madeira, Paula Cabaço, no dia seguinte ao cancelamento, lamentando “a situação incontornável,” criada pelas condições atmosféricas  que impossibilitaram a execução do plano B, na ilha do Porto Santo e manifestando toda a disponibilidade para continuar este projeto.

A mensagem de Paula Cabaço foi “muito bem recebida e apreciada” pela TUI que dela deu conhecimento ao CEO, ao Comandante e à Diretora Geral do navio.

A TUI lamentou que as condições meteorológicas tivessem levado a este desfecho e referiu que em conjunto com a  equipa da APRAM, o agente, os colegas do shorex e a equipa de bordo, do “Mein Schiff Herz, “juntos montámos esta operação de turnaround durante meses, mas por infortúnio, o tempo não esteve do nosso lado.”

Agora, tal como na APRAM, a TUI está na expetativa do que vem a seguir, ou seja, a 26 de dezembro “fazer a 1.ª escala em turnaround no Porto do Funchal.”

“Mantemos o apreço à vossa equipa e a todos os colegas envolvidos que assistiram ao “Mein Schiff Herz”, apesar do cancelamento da operação, continuando empenhados em ultrapassar os obstáculos,” sublinha a missiva enviada pela TUI à Administração dos Portos.

O turnaround médio total, de 1000 a 1500 passageiros, programado com a TUI, será o primeiro do género da APRAM, já que a empresa tem experiência em turnarounds parciais e totais, mas só até os 500 passageiros.

Um dos objetivos da construção da Gare Marítima da Madeira foi exatamente, o desenvolvimento do turnaround  que significa embarque ou desembarque de passageiros num determinado local, tendo depois de utilizar outro meio de transporte no regresso a casa, normalmente, o avião.

O turnaround permite que o passageiro possa ficar mais tempo na cidade ou região do embarque ou do desembarque, o que traz mais valias para o destino. Por isso, a Presidente dos Portos da Madeira considera o crescimento do turnaround “estratégico para a Madeira.”

FaLang translation system by Faboba