Em dois meses e ainda em fase pandémica, os Portos da Madeira (Funchal e Porto Santo) receberam 77 escalas, 70 749 passageiros e 43 488 tripulantes que movimentaram 959 autocarros, 652 carrinhas e outro tipo de viaturas e 1299 táxis.

Em relação a 2019, houve apenas menos cinco escalas, mas muito menos passageiros e tripulantes, devido às limitações, no âmbito do COVID-19 e também porque muitos dos navios foram mais pequenos.

Em outubro e novembro registou-se um total de 67 escalas no Porto do Funchal (25 em outubro e 42 em novembro) e um movimento de 22 477 passageiros em outubro e 46 274 em novembro (68 751 no total dos dois meses).

Em 2019, houve 29 escalas no mês de outubro e 53 no mês de novembro, com movimentos de 54 717 passageiros no primeiro mês e 92 294 no segundo.

O peso do mercado de cruzeiros na economia regional tem um impacto anual na ordem dos 50 milhões de euros.

Começa logo no movimento de excursões e passeios. Em outubro vieram ao Porto do Funchal, devido aos cruzeiros, 353 autocarros, 219 carrinhas e outro tipo de veículos e 696 táxis. Em novembro, esses números foram 606 autocarros, 433 carrinhas e outros e 603 táxis.

FaLang translation system by Faboba